domingo, 8 de junho de 2008

Noite chuvosa.




Uma noite fria e chuvosa,
uma xícara fumegante,
o cheiro da baunilha se espalhando pelo quarto.
Seu pijama (azul) xadrez,
pantufa,
um livro,
seu mundo de refúgio.
As mãos em volta da xícara,
goles aquecem o corpo,
palavras lidas que alimentam a alma,
aconchego.
E a única coisa que se espera é não mais esperar...